História

O Pro.Move nasceu em 2012 impulsionado pelo sonho do Católica-Move de lançar um projeto em Portugal.

Com uma tradição na concessão de microcrédito em países em desenvolvimento, o Católica-Move teve necessidade de formar uma equipa totalmente nova que sonhasse o projeto em território português e repensasse e adaptasse o modelo MOVE à realidade de Portugal.

Foi quando surgiu o Pro.Move: Assente na estrutura Católica-Move, centrado na resolução de um problema social transversal e potenciando a vocação de formação MOVE a populações desfavorecidas, nasceu o Pro.Move!

Perante:

  • Alta taxa desemprego historicamente em Portugal (13,5% no 4.º trimestre de 2014 segundo o INE);
  • Competências técnicas e pessoais pouco desenvolvidos e sinalizados pelos desempregados no mercado de trabalho;
  • Maioria dos desempregados com escolaridade até ao ensino básico, resultando numa menor visibilidade sobre o seu potencial e num menor acesso ao mercado;
  • Escassez de canais eficazes que permitam o matching entre empregadores e empregados com a celeridade necessária…

… a equipa Pro.Move considera que pode contribuir de forma ativa e significativa com o apoio à reinserção e empregabilidade de desempregados de baixas qualificações, apostando na sua credibilização e formação.

 

O que é o Católica-Move?

Católica-Move é uma ONGD sem fins lucrativos que acredita no empreendedorismo como forma de combater a pobreza. Existe para criar oportunidades ao desenvolvimento das populações.

O Católica-Move quer manter o seu ímpeto de crescimento e agarrar o desafio de transformar vidas, criando oportunidades para os mais desfavorecidos e ajudando-os a cumprir o seu pleno potencial.

Criado por estudantes de Gestão e Economia da Universidade Católica Portuguesa (Católica Lisbon SBE) em 2009, o MOVE é hoje uma organização reconhecida pelo seu trabalho, tendo actividade contínua em Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. A actividade do MOVE tem sido possível graças à colaboração dos nossos parceiros estruturais: Católica Lisbon SBE (Universidade Católica Portuguesa), Millennium BIM e Banco Internacional de São Tomé e Príncipe e aos nossos voluntários que provêm de diversas universidades, empresas e outros lugares do mundo.